sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Morre o ator brasileiro Oswaldo Louzada

O ator Oswaldo Louzada morreu hoje (sexta-feira) aos 95 anos, no Rio de Janeiro. Conhecido por Louzadinha, ele estava internado no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital Copa D’Or. A causa da morte foi falência múltipla de órgãos.
Nascido em 1912 no Rio de Janeiro, Louzada participou de muitos filmes brasileiros, além de telenovelas e minisséries. Seus papéis eram sempre como coadjuvante ou mesmo “ponta”.
O primeiro trabalho do ator foi no cinema. Em 1944 esteve no elenco de “Gente Honesta” (com Oscarito e Vanda Lacerda) e também em “É Proibido Sonhar” (com Mesquitinha). Em 1954 fez “É Proibido Beijar” (com Tônia Carrero, Ziembinski e Otelo Zeloni). Atuou em dois filmes dirigidos por Carlos Hugo Christensen em 1955: “Mãos Sangrentas”, uma co-produção Brasil/Argentina, e “Leonora dos Sete Mares”.
Na época da chanchada fez “Rico Ri à Toa” e “Rio Fantasia”, ambos em 1957. Foi diretor, junto com Tito Davison, do filme “Mujeres de Fuego”, rodado no México.
No período do Cinema Novo fez “O Assalto ao Trem Pagador” (1962) e “Lampião – O Rei do Cangaço” (1964). Outros filmes foram: “Crônica da Cidade Amada” (1964), novamente com Carlos Hugo Christensen, “Viagem aos Seios de Duília” (1964) e “Guerra Conjugal” (1975).
Na televisão atuou em novelas como “Bandeira 2” (1971), “João da Silva” (1973), “Escalada” (1975), “Estúpido Cupido” (1976), “Locomotivas” (1977), “Pecado Rasgado” (1978), “Cabocla” (1979), “Brilhante” (1981), “Final Feliz” (1982), “Hipertensão” (1986), “Pacto de Sangue” (1989), “Vamp” (1991), “Cara & Coroa” (1995), “Uga Uga” (2000) e “Mulheres Apaixonadas” (2003). Nesta última novela, teve papel importante junto com a atriz veterana Carmen Silva. Eles interpretavam um casal de idosos – Leopoldo e Flora – que eram maltratados pela neta Dóris (Regiane Alves). O assunto fez reascender no país a questão da Terceira Idade.
Também marcou presença em minisséries como “O Tempo e o Vento” (1985), “O Primo Basílio” (1988), “Desejo” (1990), “Engraçadinha... Seus Amores e Seus Pecados” (1995) e “O Quinto dos Infernos” (2002).
O último trabalho de Louzada foi no seriado cômico “Sob Nova Direção”, em 2004. O corpo do ator será enterrado hoje às 17 horas, no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro. (Por Felipe Brida)

Um comentário:

Anônimo disse...

Estou precisando assistir o filme que louzada fez com tito Davinson no México.

Mulher de fogo/ Lina, La mujer de fuego – 1958 - Dir. Tito Davinson/ Oswaldo Louzada - Co-produção Brasil/ México.

Sabe onde posso conseguilo?

luciano.curi@bol.com.br