segunda-feira, 21 de março de 2011

Cine Lançamento

.
Na trilha do assassino

O tenente da polícia Cristofuoro (Russell Crowe) está prestes a se aposentar. A partir de agora pretende usar o tempo vago para cuidar da esposa, que sofre de uma doença terminal. Mesmo diante da enfermidade da mulher, ele se engendra numa última missão: seguir um rapaz recém-liberado da cadeia (Jon Foster), acusado de assassinar os pais. Cristofuoro não acredita na reabilitação do jovem e fará de tudo para descobrir a verdade por trás daquele crime.

O premiado ator Russell Crowe faz uma pequena participação nesse drama psicológico vendido erroneamente como uma fita policial. A bem da verdade, aceitou o projeto por amizade que tem com o diretor John Polson, pouco conhecido do público. Mas o papel dele poderia ser de qualquer um, já que o filme não é grande coisa. O ritmo lento, a falta de ação e mesmo suspense e os diálogos cansativos deverão aborrecer grande parte dos telespectadores. E outra: a história é amarga e triste. Há uma interessante reviravolta final, mas nada que seja surpreendente ou significativo.
Crowe interpreta um policial à beira da aposentadoria, que resolve, por conta própria, desmascarar um ex-detento, suposto matador dos pais. Por falta de provas, foi absolvido, retornando à sociedade. Ainda que abatido pela doença da mulher, que está acamada em um hospital, o tenente assume o caso; investiga o passado daquele rapaz, perseguindo-o em todos os lugares, pois acredita ser ele um psicopata sem escrúpulos; o jovem, por sua vez, inicia um relacionamento conturbado com uma garota. É o momento em que Cristofuoro sente um novo assassinato no ar.
Como filme, não engata, não funciona direito. Portanto, não espere muito.
Atenção com o título: não confundir com o policial no ‘plural’ “Na trilha dos assassinos” ('Dead bang', de 1989), dirigido por John Frankenheimer e estrelado por Don Johnson. Por Felipe Brida

Título original: Tenderness
País/Ano: EUA, 2009
Elenco: Russell Crowe, Jon Foster, Sophie Traub, Laura Dern, Alexis Dziena, Tim Hopper
Direção: John Polson
Gênero: Drama/ Policial
Duração: 101 min
Distribuição: Imagem Filmes

Um comentário:

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Pois é, Felipe, mas um engano do ótimo Russell Crowe.
Abraços,

www.ofalcaomaltes.blogspot.com